Entre Kant e Hegel

Penso que estou participando do BookCrossing mais porque é Luma Rosa que promove do que pelo prazer em libertar livros. Sou muito de prender livros em casa e tenho dificuldade para deixá-los ir. Quando é um pedido de Luma fico pensando mais um pouco sobre o assunto.

Entre Kant e Hegel é um livro que sei não vou olhar mais. Sou professora de séries iniciais e também de filosofia do ensino médio e atualmente exerço a função de coordenadora. Não pretendo voltar a lecionar. Não pretendo nem fazer mais pesquisas na área filosófica. 

Como a filosofia é recheada de termos específicos e, tem uma linguagem de difícil entendimento para quem não está acostumado com os termos filosóficos, não poderia simplesmente abandonar o livro. Certamente não seria aproveitado e o levariam para o lixo reciclado.

Negociei uma doação através do Facebook
Recado que deixei com a foto no Facebook:
"Alguém está precisando desse livro? Eu não preciso mais e preciso repassar para participar de um projeto. Se a pessoa não for daqui eu mando pelo correio."


O primeiro que apareceu ( curtindo e comentando ) foi um professor universitário que demonstrou interesse no livro para doá-lo para uma aluna dele que estava fazendo pesquisas na sobre Kant. Acertamos ali mesmo ( no Facebook ) o envio do livro e o mesmo já foi doado. Dia desses o professor  enviou-me uma mensagem dizendo que a aluna tinha ficado contente e estava lendo.

No fim das contas nem senti remorso por ter doado ou apego ao livro ( pensei que ia querer de volta tamanho é meu apego às coisas que são minhas )

Fiquei feliz por fazer feliz alguém que estava precisando de um livro que tinha certeza não usaria mais. No fim a gente descobre que o bom da vida é ver que um ato que praticamos fez a diferença na vida de alguém.

Comentários

  1. Olá Iza!
    Acho um ato de coragem porque eu sou muito apegada aos meus livros. Não empresto e muito menos dou rs.
    Foi legal saber que ele será útil para uma outra pessoa né.
    Quem sabe um dia eu consiga me libertar rs

    ResponderExcluir
  2. Oi, Iza!
    Fazer a diferença é o que há! Tanta coisa ruim acontecendo em nosso país envolvendo a cultura, que não podemos simplesmente cruzar os braços. Podemos tentar com gestos pequenos mas que somados a outros gestos formarão uma grande corrente do bem. É um tanto quanto utópico, mas a realidade é que se não alimentarmos os nossos sonhos, nos entregaremos a um sistema que não se importa se estamos com fome ou não. Só combatemos a ignorância do nosso povo com a democratização da cultura.
    Obrigada por participar do BookCrossing Blogueiro!!
    Beijus,

    ResponderExcluir

Postar um comentário



Postagens mais visitadas deste blog

Amigos Virtuais

Sobre borbolisas e como navegam pelo mundo...