Você está lendo o Diário de Iza.

Muito obrigada por estar aqui dando ouvidos ao que estou dizendo.


Este é um blog simples, criado por alguém que adora rabiscar na Internet. Saiba mais como funciona aqui...


Aqui você encontra:-

  • Textos simples escritos no momento em que estou pensando.
  • Reflexões e dúvidas sobre a vida, a maioria já superadas.
  • Evoluções de pensamento!)
by

Eu não sabia que tinha transtorno obsessivo compulsivo, até o dia que me apresentaram os blogs, emails e perfis nas redes sociais.

Quando lia sobre TOC, era uma coisa que sempre acontecia com os outros. Pensava que estava livre disso. Afinal, eu não fazia nada no cotidiano que caracteriza-se transtorno obsessivo compulsivo. 


Assim que descobri a Internet, fiz email, criei blog e perfil nas redes sociais; seguiu-se uma loucura da qual eu não tinha mais controle. 

Praticamente, de dois em dois meses, desmanchava meus perfis nas redes sociais para criar outro. Criei e excluí diversos blogs. 

O Diário é meu primeiro blog, mas ele também não escapou desse meu transtorno. Se eu não tivesse excluído diversos posts desse blog, o diarinho estaria com quase mil postagens. Criar uma coisa nova para me expressar me dava uma satisfação momentânea, depois vinha uma enorme frustração. 

Eu não compreendia porque fazia aquilo. E também não sabia explicar.
É que eu queria que tudo o que eu dissesse na Internet fosse perfeito. Que nada estivesse fora do lugar. Como a cápsula verde que, ao invés de estar com as outras cápsulas da mesma cor, está junto com as cápsulas de cor laranja.



Eu não podia dizer nada que me arrependesse de ter dito. Como punição para mim mesma eu simplesmente me apagava da Internet. Era como um suicídio virtual. Depois de morta no mundo virtual eu resolvia voltar, assim, do nada, como se nunca tivesse morrido. Para mim era como voltar em um novo corpo, para dizer as mesmas coisas. Uma loucura.

Pior era quando convidava as pessoas para me acompanhar nas redes sociais. Elas estavam cansadas de tanto transtorno meu e não me aceitavam. Eu sofria com isso. Sofria também por não conseguir ficar estável. Sofria por ficar envergonhada de fazer todas aquelas trocas de perfil.

O ruim de ter este transtorno assim como o meu é que todo mundo fica sabendo que a gente tem isso, pois envolve todas as pessoas. Nestas férias criei Isa Caett. Todo mundo sabe que Isa Caett sou eu. E eu decidi que nada que eu disser como Isa Caett será apagado.

Estou vencendo até a timidez de dizer coisas que sempre quis dizer, pois quem está dizendo não sou eu, é ela. Tem funcionado também o fato de que quando eu me incomodo com algo e estou na Internet, desligo. Se estou incomodada nem ligo a Internet.

3 comentários:

  1. Eu me acostumei com tuas idas e vindas, achava que era uma coisa tua... Embora antevisse não imaginava que o estado de sofrimento era tamanho e envolvia algo tão complicado como o TOC.

    Eu sempre penso que quando sou capaz de escrever sobre qualquer coisa que me aflija em meu blogs é porque estou superando essa coisa e aprendendo a lidar com ela, até o silêncio que ultimamente tem me afogado, quando falo sobre ele supero... Eu espero que ao falar sobre o que você sente você também esteja superando ou aprendendo a lidar com isso ou aceitando a sua diferença em relação ao mundo.

    ResponderExcluir
  2. Ah e como já disse, do meu jeito... porque eu sou uma blogueira estranha, acho que sempre vou te acompanhar, em quantas encarnações virtuais você tiver e mesmo que você volte para a primeira! Te considero uma companheira de virtualidade!

    ResponderExcluir
  3. Uau!!! Como foi que eu perdi este post na época, e só vi agora???

    De qualquer forma, mesmo com atraso, te digo que ficava intrigada com este ping pong, mas entendia que era uma necessidade tua, ficava torcendo e esperando o próximo perfil. O melhor de tudo é que tu voltava, publicando do mesmo modo sensível, inteligente e honesto...

    Ficava preocupada mesmo, quando mandava e-mail para ter notícias tuas e eles voltavam, pois aquele endereço não existia mais!!!

    Agora que tu estás mais presente no Facebook, ficou mais tranquilo te acompanhar. Até posts antigos e preciosos como esse chegam pra mim!!!

    Parabéns pelas tuas conquistas e vitórias pessoais, e um ótimo ano novo Iza!!! ������

    ResponderExcluir