Olá! Como vai você?

Você está lendo o diário de Iza.


Muito obrigada por sua presença nesse blog. Talvez você queira saber mais sobre o que é escrito aquiConto para voce aqui...


É muito importante que você comente as postagens. Ficaria muito feliz!

  • Você comentando podemos trocar experiências
  • Posso aprender mais
  • E estabelecemos uma conversa saudável através dos comentários!)
by · 2 comentários:

"Uma carta de amor e uma apresentação."

Quando minha filha perguntou o que eu queria ganhar no dia das mães, respondi:
"Uma carta de amor e uma apresentação."
Tinha visto na Escola, as crianças fazendo apresentações para as mães e, entregando bilhetinhos de amor.
"Mas, mãe... não sou mais criança. Já tenho tantos anos."
Ontem ela cantou para mim, a canção Mãezinha do Céu e, me entregou um bilhetinho de amor. Amei. Lembrei de quando ela era criança.

************

Numa das Escolas onde trabalho, por ser pequena e bem fechada, escolheram para que lá estudassem todas as crianças da Casa de Passagem.  A Casa de passagem é o lugar para onde vão as crianças que, por motivos variados, foram afastadas dos pais.

Uma delas, menina que foi abusada pelo padrasto, não tinha para quem dar a lembrancinha do dia das mães. A mãe também estava presa por ter "supostamente" sido conivente com o abuso.

Quando ela me escolheu para dar a lembrancinha das mães eu fiquei surpresa. 

Existe algo nesta pintura. Alguma coisa que ela quer dizer, mas ainda não decifrei. A menina tem somente doze anos.

*************

Passamos eu, minha filha e meus irmãos com minha mãe na casa dela. Foi bom.

Read More
by · 2 comentários:

De tudo fica a certeza de que a vida é um sopro e que morrer é "apenas dobrar a esquina".

Eu não sabia nada da vida pessoal dele. Dele só sabia das coisas que escrevia com o coração na mão. Da maneira simpática e amiga com que se dirigia para comentar nas páginas desse diário.
Ele havia sumido. Fui procurar e me deparei com despedidas na conta dele no Facebook.
De tudo fica a certeza de que a vida é um sopro e que morrer é "apenas dobrar a esquina". 
Eu entendo a morte como algo ruim apenas para os que ficam. Para os que vão deve ser algo como descanso. Descanso desse mundo onde o que mais se vê é o pranto e o ranger de dentes.
Era um escritor. Escrevia sobre muitas coisas. Arthurius ( veja sobre ele aqui ) era um personagem. Um pseudônimo que usava para proteger a privacidade da família. Dos blogs dele o que mais gostava era o Contos Ancestrais.

Nunca esqueci da minha emoção quando ganhei uma camiseta do blog Visão Panorâmica.
Deixa um vazio na blogosfera das antigas.
Read More