A amizade e as demonstrações de afeto


Tenho um jeito diferente de fazer amigos. Não é aquela amizade de tocar, abraçar e visitar. Até que, nos dias de hoje, já não estou tão tímida para abraços e visitas.

É uma amizade de sentir. Sentir que se pode contar com aquela pessoa para as coisas que estiverem ao alcance dela.

E não tenho apreço, somente para com as pessoas que vi pessoalmente. Nestes anos de blog, tive o privilegio  de estar conectada com pessoas das quais não sei como é o rosto, mas simpatizei com o que diziam de coração. 

Talvez seja por isso que eu gosto de ficar no Facebook, apesar de achar o lugar muito chato, onde uma mesma postagem está sujeita a milhares de erros de interpretação. É que, no Facebook, estão todos os amigos e a gente, que não é muito dada a encontros, abraços e tal; pode vê-los, todos, ao alcance de alguns clicks.

Por muito tempo  achei que esse meu jeito de ser estava errado. Depois pensei: é apenas meu jeito de ser. Tenho amigos homens e mulheres e sou uma pessoa extremamente comunicativa, mas profundamente tímida quanto aos encontros e abraços. Pensava que o fato de ter dificuldade de tocar e abraçar as pessoas era um problema que eu tinha. Quando vi que era apenas meu jeito de ser, descansei.

O que eu queria é que meus amigos reais\virtuais compreendessem é o quanto eu prezo as amizades que conquistei, e  o tanto que me esforço para preservá-las. Compreendessem que, para um amigo, não importa a hora, terei prazer em ajudar no que tiver ao meu alcance.

Eu me sinto uma pessoa privilegiada, pois mesmo sendo assim ( não dada a abraços ) com todos: filha, marido, mãe e irmãos; noto que tenho junto a mim\e longe também pessoas as quais considero muito e que me consideram também.

E eu sinto que as amizades se mantém pelas palavras de carinho. Não economizo palavras de carinho para as pessoas das quais tenho afeto. 

E você? Como mantém seus amigos?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Amigos Virtuais

Entre Kant e Hegel

Sobre borbolisas e como navegam pelo mundo...