Das Greves

Eu sempre fui grevista e grevista de levar até falta não justificada. 

Hoje eu não faço mais greve, porque acredito que seja um instrumento de pressão que não amedronta mais nenhum governo. 

Então, não é por comodismo ou por aceitar as coisas do jeito que estão; é por compreender que nas últimas greves só estamos nos ferrando. Por compreender que o governo sempre vai nos colocar contra a sociedade e a sociedade nunca vai compreender uma greve, no momento em que necessita de nossos serviços. 

Eu tenho acreditado que o melhor instrumento, hoje, é a pressão ( nos deputados, vereadores e senadores que elegemos ) e a conscientização dos nossos parentes, vizinhos, alunos, pais e amigos que não fazem ideia do que está acontecendo. E isso a gente faz trabalhando, no corpo a corpo, olho no olho das pessoas. 

Nenhum governante tem medo de funcionário público em greve. O que eles temem é que a população esteja consciente da realidade dos fatos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Amigos Virtuais

Entre Kant e Hegel

Sobre borbolisas e como navegam pelo mundo...