Sobre borbolisas e como navegam pelo mundo...

São três da  manhã. Estou muito inquieta. O que acontece no País me aflige e desespera. Sinto que não tenho condições de falar sobre o assunto política, na Internet.

Gosto muito de falar sobre o política, mas não aguento as baixarias, as mentiras, as falsas notícias... o desespero para salvarem-se uns e outros; a guerra pelos projetos de poder...

Não está nada bem. A insegurança no Brasil é enorme. Tenho muito medo que surja uma grande guerra civil do tipo: os anti-isso contra os anti-aquilo.


Borbolisas navegam por aí pregando a paz, não a guerra.


Dia desses, eu que nem tenho religião e observo as religiões como rituais sagrados para as pessoas que a praticam, me peguei olhando um folhetinho com a imagem dessa santa que estava em cima da mesa.
Na hora deu uma vontade de pedir a ela que nos ajudasse, aqui neste país, para que a tranquilidade se estabeleça e a gente não venha a sofrer ainda mais com essa confusão toda nas instituições da República.

Entre nós, já não nos entendemos mais. Cada um falamos uma língua diferente no que se refere a análise dos fatos.
E tudo isso é muito sério.

Eu só penso nas outras borbolisas que navegam por aí e como se sentem com tudo isso acontecendo.